segunda-feira, 19 de março de 2018

Querido Diário, eu acho?

     Então meus xeru, graças a minha friend Luana, venho aqui falar de um episódio que aconteceu em Janeiro. Nem ia falar com vocês sobre isso, pois sei que a reação será a mesma que a minha amiga teve, foi hilario, mas tenho do julgamento de alguns, mas vamos lá.

     Em Janeiro, fui passar as férias em São Paulo, rever uns amigos, passar um tempo por lá. Enfim, fui dormir na casa de umas amigas que moram no mesmo condomínio que meu ex morava, o Travis, até ai tudo bem, porque ele tinha sumido então de boa. Lindo engano meu. Estava eu, muito que bem conversando com as meninas numa pracinha que tinha lá quando eu vejo meu ex, gente, vocês não tem noção da trancada que meu cu deu, sério não passava um fio de cabelo sequer. Eu corri pra casa das meninas tentando fugir dele, porque era meu primeiro amor ali, por mais que eu tenha sofrido como um inferno na mão dele, ele sempre vai ser meu primeiro amor. Passei o resto do dia trancada em casa, no dia seguinte ele veio atrás de mim para conversar, aceitei, até porque eu precisava resolver aquilo de uma vez por todas, da um ponto final para poder seguir em frente.
     
     Começamos a conversar as 10h a.m, só terminamos 00 a.m. Eu falei tudo que tinha me acontecido desde que ele terminou comigo, eu nunca contei aqui o motivo dele ter terminado, calma ainda falarei sobre isso. Contei sobre como eu me afundei em drogas e bebidas, meu envolvimento com pessoas erradas que ate hoje sofro as consequências daquela época. Ele me falou o real motivo do termino, contou que passou um ano em uma clinica de reabilitação, fez tratamento com psicólogos e psiquiatras. Ele me pediu perdão por tudo que me fez passar, chorou horrores quando eu falei sobre como eu fiquei quando terminamos, eu chorei pelas coisas que ele passou depois disso. Uma coisa sobre o Travis, bem rápido. Seu ''pai'' não era seu pai, ele casou com a mãe dele pouco depois dele fazer um ano, quando seus pais se divorciaram, ele ficou com o dito cujo, ele sofreu um inferno com o pai. O cara era um babaca, batia nele e era extremamente abusivo, o Travis sofria abuso tanto físico quanto psicológico, até o irmão dele fazer 18 anos e pegar a guarda dele, pois a mãe morava nos EUA a trabalho. Eu sei que isso não é desculpa para as atitudes dele comigo, mas explica muito o comportamento, querendo ou não, isso afetou ele muito.

     Então, ele tem um filho agora, Thomas, de 1 ano de idade e é a copia fiel dele. Ele não ta namorando, foi um caso de uma noite e resultou a isso. Fiquei com ciúmes? Sim, porque gente, entendam, ter uma vida com ele, família, filhos e essas coisas, era meu sonho. Então chega uma menina que só está interessada no dinheiro dele e puff consegue engravidar para poder conseguir pelo menos um pouco desse dinheiro. Enquanto eu queria tudo isso por amor. Ele já me falou que sabe das intenções da mãe do Thomas, e que já entrou na justiça pela guarda dele, o que é ótimo, pois pelo que ele me falou, o mini Travis é negligenciado pela mãe. Eu sei que não deveria acreditar nas coisas que ele fala, mas gente eu conheço ele demais, sei quando ele ta nervoso, quando ta tentando conter alguma emoção muito forte e sei quando ele ta mentindo. Ele realmente mudou, ele falou que me ama, sempre me amou, só tinha muito medo do sentimento na época. Ele pediu perdão mais de uma vez. No final, eu perdoei, pois eu precisava disso, vocês não tem noção do alivio que me deu, do peso das costas que eu tirei, foi tão boa a sensação, aconselho vocês a perdoar.
   
    Enfim, essa aconteceu na casa dele, na nossa antiga casa, na hora que eu entrei ali foi como se uma bomba de lembranças tivessem explodido na minha cara. Entendam, por mais que eu tenha sofrido, eu tive muitos momentos bons ali, eu fui feliz na maior parte do tempo. Foi ali onde eu vivi com o amor da minha vida, onde eu me tornei mulher, onde eu conheci meu melhor amigo, vulgo o irmão dele. Vocês não tem noção de como foi entrar ali e me segurar pra não agarrar ele ali mesmo, antes de conversar. Então depois de toda a conversa pesada, veio a conversa leve, ele ta fazendo engenharia naval na Florida, ele fala que lá tem mais brasileiro que americano. Eu nunca tinha visto o Travis tão leve, tão bem, parecia uma nova pessoa e eu fiquei tão feliz por ele. Naquele momento ali com ele eu percebi o porquê de eu nunca conseguir manter um relacionamento com ninguém, pois eu ainda estava apegada a ele, por mais que tenham passado anos, eu sempre travava quando algum dos meus ficas tentavam algo sério comigo. Eu ainda o amo com todo o meu coração.

    Os acontecimentos seguintes foram bem confusos, porque vejamos. Ele se ofereceu pra fazer o jantar, eu não podia recusar, a comida dele é divina. Até ai tudo bem, ele fez tudo que eu gostava de comer, me mimou pelo estomago, comemos em meio a risadas e palhaçadas, o filho dele era a cópia fiel, até na hora de fazer graça, nunca me apaixonei tão rápido por um bebê, como aconteceu com aquele serzinho. Depois de por o Thommy pra dormir a gente foi fazer todo o processo de lavar e secar a louça, mas caros leitores, vocês me conhecem, e sabem como era minha relação com ele no quesito de sexo. Foi inevitável, ele começou com beijos no pescoço, e quando eu vi, nós estávamos nos beijando e indo em direção do quarto. Posso falar com todas as letras, o Travis sabe como satisfazer qualquer um, seja mulher ou homem. Aquele homem é um deus do sexo. Não preciso nem dizer o que aconteceu depois não é?

     Passei o resto das minhas férias em SP ali, onde era nossa casa, nosso lar, vivi semanas onde só existiam eu, ele e o bebê. Vocês não fazem ideia de como aquilo era a minha visão de um futuro com ele. Posso dizer que fizemos amor e fodemos ao mesmo tempo. Não que agora eu vá largar tudo pra ficar com ele de novo. Não faço essa loucura nunca mais, Deus me livre, mas quem me dera né mores kkkkkkkkkk brincando, ou não né. Mas sério, não me vejo fazendo uma loucura dessas, nós conversamos sobre isso até, ele perguntou como ficaríamos, falei tudo isso pra ele e ele concordou comigo, falei sobre Portugal e eu vi os olhos dele brilhando de orgulho.

    Uma frase que ele me falou que vai ficar na minha cabeça é '' a gente pode passar anos afastados, mas a vida sempre vai da um jeito de nos trazer de volta para os braços um do outro''. E é como ele disse, a vida vai da um jeito de nos juntar, se for pra gente ficar junto, a vida vai cuidar disso.

    Eu espero que não me julguem, eu o amo, e como já falei, se algo como o que aconteceu antes voltar a acontecer, minhas atitudes serão bem diferentes, não aceito mais homem nenhum sequer levantar a mão para mim. Eu espero que tenham gostado e até a próxima.

P.S: Ainda mantemos contato.

xoxo
   
     

Nenhum comentário:

Postar um comentário