quinta-feira, 22 de março de 2018

Querido Diário, eu acho?

        Eu sinto sua falta, mais do que eu gostaria. É como se algo sempre me levasse até você, não consigo mais fazer outra coisa que não seja pensar em você, falar sobre você, sonhar com você.  É como se isso tivesse me corroendo todos os dias, não sei mais quem eu sou, mas tudo que sou agora é você. Eu me tornei você. As vezes acordo no meio da noite chamando seu nome, ou chamando o nome do bebê que perdemos. Isso ta me matando todos os dias, a anos, não sei se aguento mais.

        Por favor, me tira dessa escuridão na qual me encontro nesses 3 anos. Me salva. Todos os dias eu olho para as estrelas pedindo isso, ou tentando encontrar respostas na qual apenas você as têm. Uma vez, me disse que se eu quisesse saber se você tava bem, era apenas eu olhar para as estrelas e eu saberia a resposta, se elas aparecessem, estava tudo bem, caso não, eu deveria me preocupar, eu venho fazendo isso todos os dias, desde o dia em que me deixou, não consigo evitar. Eu preciso de você, como se fosse água, tenho essa necessidade de você, por favor volta.

        Eu sou apenas uma carcaça desde que se foi, vivendo no automático, com o tempo eu aprendi a viver uma felicidade falsa, fingindo para os outros e para mim mesma. Foi mais fácil fazer isso, teve dias que eu pensei que enlouqueceria, via você nas ruas, sentia seu cheiro nos cantos, alguém cantava e tocava violão perto de mim uma vez, eu podia jurar que era você. Eu rodei o festival inteiro atrás de você, só parei quando me falaram que eu tinha enlouquecido e que você tinha ido embora para sempre. Dói até hoje, a sua partida, parece que uma grande parte minha, a melhor, foi junto com você. Eu sei que depois da conversa recente você se arrepende, até porque, nós dois perdemos coisas importantes naquele dia. Nossas almas foram destruídas, e com elas, nosso pequeno pedacinho de felicidade que não teve a oportunidade de vir ao mundo.

     Eu sinto que aonde ele estiver, ele cuida de nós, ele está feliz por você enfim ter enfrentado seus demônios e ter melhorado. Sei que ele está feliz por mim, por conseguir levantar todos os dias e conseguir me manter de pé todos esses anos, apesar de totalmente quebrada, ainda to aqui lutando, por ele, por você, ainda na esperança disso tudo ser um sonho ruim. Que eu vou acordar nos teus braços com nosso pedacinho de felicidade entre nós, eu peço todos os dias para que isso seja real, pois eu não sei até quando irei aguentar mais, eu preciso de vocês de volta. Por favor.

xoxo

segunda-feira, 19 de março de 2018

Querido Diário, eu acho?

     Então meus xeru, graças a minha friend Luana, venho aqui falar de um episódio que aconteceu em Janeiro. Nem ia falar com vocês sobre isso, pois sei que a reação será a mesma que a minha amiga teve, foi hilario, mas tenho do julgamento de alguns, mas vamos lá.

     Em Janeiro, fui passar as férias em São Paulo, rever uns amigos, passar um tempo por lá. Enfim, fui dormir na casa de umas amigas que moram no mesmo condomínio que meu ex morava, o Travis, até ai tudo bem, porque ele tinha sumido então de boa. Lindo engano meu. Estava eu, muito que bem conversando com as meninas numa pracinha que tinha lá quando eu vejo meu ex, gente, vocês não tem noção da trancada que meu cu deu, sério não passava um fio de cabelo sequer. Eu corri pra casa das meninas tentando fugir dele, porque era meu primeiro amor ali, por mais que eu tenha sofrido como um inferno na mão dele, ele sempre vai ser meu primeiro amor. Passei o resto do dia trancada em casa, no dia seguinte ele veio atrás de mim para conversar, aceitei, até porque eu precisava resolver aquilo de uma vez por todas, da um ponto final para poder seguir em frente.
     
     Começamos a conversar as 10h a.m, só terminamos 00 a.m. Eu falei tudo que tinha me acontecido desde que ele terminou comigo, eu nunca contei aqui o motivo dele ter terminado, calma ainda falarei sobre isso. Contei sobre como eu me afundei em drogas e bebidas, meu envolvimento com pessoas erradas que ate hoje sofro as consequências daquela época. Ele me falou o real motivo do termino, contou que passou um ano em uma clinica de reabilitação, fez tratamento com psicólogos e psiquiatras. Ele me pediu perdão por tudo que me fez passar, chorou horrores quando eu falei sobre como eu fiquei quando terminamos, eu chorei pelas coisas que ele passou depois disso. Uma coisa sobre o Travis, bem rápido. Seu ''pai'' não era seu pai, ele casou com a mãe dele pouco depois dele fazer um ano, quando seus pais se divorciaram, ele ficou com o dito cujo, ele sofreu um inferno com o pai. O cara era um babaca, batia nele e era extremamente abusivo, o Travis sofria abuso tanto físico quanto psicológico, até o irmão dele fazer 18 anos e pegar a guarda dele, pois a mãe morava nos EUA a trabalho. Eu sei que isso não é desculpa para as atitudes dele comigo, mas explica muito o comportamento, querendo ou não, isso afetou ele muito.

     Então, ele tem um filho agora, Thomas, de 1 ano de idade e é a copia fiel dele. Ele não ta namorando, foi um caso de uma noite e resultou a isso. Fiquei com ciúmes? Sim, porque gente, entendam, ter uma vida com ele, família, filhos e essas coisas, era meu sonho. Então chega uma menina que só está interessada no dinheiro dele e puff consegue engravidar para poder conseguir pelo menos um pouco desse dinheiro. Enquanto eu queria tudo isso por amor. Ele já me falou que sabe das intenções da mãe do Thomas, e que já entrou na justiça pela guarda dele, o que é ótimo, pois pelo que ele me falou, o mini Travis é negligenciado pela mãe. Eu sei que não deveria acreditar nas coisas que ele fala, mas gente eu conheço ele demais, sei quando ele ta nervoso, quando ta tentando conter alguma emoção muito forte e sei quando ele ta mentindo. Ele realmente mudou, ele falou que me ama, sempre me amou, só tinha muito medo do sentimento na época. Ele pediu perdão mais de uma vez. No final, eu perdoei, pois eu precisava disso, vocês não tem noção do alivio que me deu, do peso das costas que eu tirei, foi tão boa a sensação, aconselho vocês a perdoar.
   
    Enfim, essa aconteceu na casa dele, na nossa antiga casa, na hora que eu entrei ali foi como se uma bomba de lembranças tivessem explodido na minha cara. Entendam, por mais que eu tenha sofrido, eu tive muitos momentos bons ali, eu fui feliz na maior parte do tempo. Foi ali onde eu vivi com o amor da minha vida, onde eu me tornei mulher, onde eu conheci meu melhor amigo, vulgo o irmão dele. Vocês não tem noção de como foi entrar ali e me segurar pra não agarrar ele ali mesmo, antes de conversar. Então depois de toda a conversa pesada, veio a conversa leve, ele ta fazendo engenharia naval na Florida, ele fala que lá tem mais brasileiro que americano. Eu nunca tinha visto o Travis tão leve, tão bem, parecia uma nova pessoa e eu fiquei tão feliz por ele. Naquele momento ali com ele eu percebi o porquê de eu nunca conseguir manter um relacionamento com ninguém, pois eu ainda estava apegada a ele, por mais que tenham passado anos, eu sempre travava quando algum dos meus ficas tentavam algo sério comigo. Eu ainda o amo com todo o meu coração.

    Os acontecimentos seguintes foram bem confusos, porque vejamos. Ele se ofereceu pra fazer o jantar, eu não podia recusar, a comida dele é divina. Até ai tudo bem, ele fez tudo que eu gostava de comer, me mimou pelo estomago, comemos em meio a risadas e palhaçadas, o filho dele era a cópia fiel, até na hora de fazer graça, nunca me apaixonei tão rápido por um bebê, como aconteceu com aquele serzinho. Depois de por o Thommy pra dormir a gente foi fazer todo o processo de lavar e secar a louça, mas caros leitores, vocês me conhecem, e sabem como era minha relação com ele no quesito de sexo. Foi inevitável, ele começou com beijos no pescoço, e quando eu vi, nós estávamos nos beijando e indo em direção do quarto. Posso falar com todas as letras, o Travis sabe como satisfazer qualquer um, seja mulher ou homem. Aquele homem é um deus do sexo. Não preciso nem dizer o que aconteceu depois não é?

     Passei o resto das minhas férias em SP ali, onde era nossa casa, nosso lar, vivi semanas onde só existiam eu, ele e o bebê. Vocês não fazem ideia de como aquilo era a minha visão de um futuro com ele. Posso dizer que fizemos amor e fodemos ao mesmo tempo. Não que agora eu vá largar tudo pra ficar com ele de novo. Não faço essa loucura nunca mais, Deus me livre, mas quem me dera né mores kkkkkkkkkk brincando, ou não né. Mas sério, não me vejo fazendo uma loucura dessas, nós conversamos sobre isso até, ele perguntou como ficaríamos, falei tudo isso pra ele e ele concordou comigo, falei sobre Portugal e eu vi os olhos dele brilhando de orgulho.

    Uma frase que ele me falou que vai ficar na minha cabeça é '' a gente pode passar anos afastados, mas a vida sempre vai da um jeito de nos trazer de volta para os braços um do outro''. E é como ele disse, a vida vai da um jeito de nos juntar, se for pra gente ficar junto, a vida vai cuidar disso.

    Eu espero que não me julguem, eu o amo, e como já falei, se algo como o que aconteceu antes voltar a acontecer, minhas atitudes serão bem diferentes, não aceito mais homem nenhum sequer levantar a mão para mim. Eu espero que tenham gostado e até a próxima.

P.S: Ainda mantemos contato.

xoxo
   
     

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Querido Diário, eu acho?

     Gente, quanto mais se aproxima da data da inscrição da universidade em Portugal, mais ansiosa eu fico, o que é um problema. Eu tom com um problema sério de coração. Sempre senti dores no coração, mas nada de alarmante, sendo que ano passado essas dores se intensificaram, ao ponto de eu chorar de dor. Teve um episodio que senti essas dores, dai meu braço e perna esquerda começaram a ficar dormentes, eu já fui logo pensando que eu tava tendo um AVC, fui bater no hospital, fiz uma bateria de exames e deu que meu coração não é no lugar, ele é desviado para o lado direito.

     Até ai tudo ''bem'', pois a médica falou que eu poderia ter nascido com isso, sendo que, ao meu alto nível de stress, ansiedade la em cima, depressão voltando, acarretou a essas dores. Então, sempre que eu sofro qualquer alteração emocional, eu sinto dor muito forte no coração. Só que vocês não entendem o nível da dor, de 0 a 10, é um 9,5 ou seja, dói muito, eu choro de dor. Mas vocês devem estar se perguntando ''ah, tu não toma nada pra dor?'', ''tem cura?''. Gente, eu tomo uma medicação bem forte, muito forte mesmo, sempre tenho sono quando todo, a cada 3 meses tenho que voltar na médica pra checar se ta tudo ''normal'' e tal. Bom, não tem cura, porque é como falei, ja devo ter nascido com isso e se agravou por causa do alto nível de stress.

     Mas onde eu quero chegar com tudo isso? Com a data das inscrições se aproximando, eu fico muito ansiosa, muito mesmo, fora que se você tiver lido o post anterior, você viu que eu estou in love de novo, então eu fico na minha mente ''será se ele ta gostando mesmo de mim, ou ele ta se segurando pois sabe que vou embora?'', ou ''como que eu vou fazer, tenho algo com ele ou não?''. Mano é incrível como sempre que vou fazer uma grande mudança, alguém aparece pra mexer com meu coração? Sendo que dessa vez, o VG é muito cabeça pra namorar, tem a mesma idade que eu, faz faculdade, é pé no chão, trabalhador, um fofo, enfim tudo que eu queria em um cara.

   Não sei o que fazer, minha ansiedade aumenta a cada dia, estou sem dormir direito pensando em tudo isso e um pouco mais, então ta sendo bem chato pra mim no quesito de saúde. Não consigo achar uma solução, porquê poxa, é meu sonho sabe, não posso desistir disso e nem ele vai deixar, como já falou pra mim várias vezes. To nesse dilema da vida. Sem saber qual rumo tomar.



xoxo

domingo, 18 de fevereiro de 2018

Explicações

    Então meus xerus, dei uma sumida legal, não foi nem proposital, eu juro. A faculdade me consumiu ao máximo, reprovei uma cadeira, descobri uma doença no coração que foi causada por stress, ansiedade e depressão, toda vez que sinto emoções muito fortes, eu sinto dores, mas não são normais, eu choro de dor, fico de cama por causa disso. É bem ruim, porque vem me atrasando muito na faculdade, pois a medicação é bem forte, então eu sempre to com sono e cansada.
 
    Em relação a minha vida amorosa, tava bem tranquila, até o dia 16/12/2017. Simplesmente aconteceu, ele apareceu do nada, a gente já se conhecia, mas nesse dia rolou algo sem explicação, pois foi bem aleatório, até as pessoas em volta se surpreenderam, ficamos juntos durante o fim de semana e foi muito bom, mantivemos contato até meu celular quebrar e eu passar quase dois meses sem, quando peguei o antigo da minha mãe, voltamos a conversar e decidimos passar o carnaval juntos. Meus xerus, só digo que foi lindo, quase volto casada. Ainda mantemos contato, moramos na mesma cidade, mas em duas extremidades, mas sempre, como tudo na minha vida, existe um grande porém, que já irei explicar, só digo que ele é um fofo, ótimo pra namorar.

   Então leitores, estou me mudando para Portugal, irei transferir a faculdade, mas primeiro irei fazer a inscrição que é em Maio. Sempre foi meu sonho fazer minha faculdade fora, desde pequena eu queria isso, já tenho tudo planejado, mas sempre tem algo. É incriável como sempre que estou prestes a fazer uma mudança radical na minha vida, aparece alguém importante, que muda minha vida completamente, foi o que aconteceu entre o VG e eu. A gente já se conhecia, somos primos bem distantes, bem mesmo, nem temos o mesmo sobrenome e tal, sendo que apenas agora desperta tudo isso e eu não queria gostar, mas estou começando e isso ta me deixando louca, pois ele mesmo falou que não vai empatar meus sonhos e isso foi fofo da parte dele.

    Eu quero ir embora, mas ao mesmo tempo não quero, porque depois de tantos relacionamentos frustados, eu enfim encontrei alguém que me coloque pra cima, que soma comigo. Tem a possibilidade de não da certo eu ir pra Portugal, mas não vai ser o caso de eu desistir de primeira, vocês me conhecem, sabem que quando eu quero algo, eu vou atrás até conseguir. Então foi isso que aconteceu nesse tempo que sumi, eu espero achar uma luz para tudo isso.


xoxo

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Querido Diário, eu acho?

      Eu sei que passei muito tempo sem postar nada aqui, peço desculpa caros leitores, se vocês ainda estiverem ai. Bom, primeiramente, faculdade é uma bosta, você chega com um pensamento de que vai ser mais leve, você vai poder enfim vadiar, sinto lhe informar que é totalmente o contrário. Você sofre constantemente com professores loucos, trabalhos acumulados, pessoas que parecem que não saíram do ensino médio.
      É tanta pressão em cima de você, porque agora é seu futuro que ta em jogo, se você errar agora, pode comprometer tua carreira profissional e a vida de outras pessoas, pois não é mais apenas você, envolve várias pessoas.
     Fora que querendo ou não, seus sentimentos ficam confusos, pois você não sabe em quem confiar, você não conhece ninguém, é realmente um pesadelo, temo que eu não aguente até o final do ano completo, é triste eu sei, mas é a realidade, infelizmente.


xoxo

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Querido Diário, eu acho?

      Então, eu sempre tive esse penhasco por garotas, acho que eu tinha uns 12, 13 anos. Eu me considero bi, mas ultimamente eu tenho estado tão fascinada por mulheres que eu acho que to começando a me apaixonar por uma, ela é linda, tudo que eu sempre sonhei. Mas existe aquele velho porém, venho de uma família evangélica e ela é bem mais velha que eu, nunca que ela olharia para alguém como eu.

      Eu vejo ela ficando com outras garotas e sinto inveja delas, como eu daria tudo pra ser eu ali, para ter as mãos dela no meu corpo, sua boca, me dando prazer. Ouvi dizer que ela faz milagres com os dedos. Você deve ta se perguntando se ela fica com muitas por ai, sinto em dizer que sim, ela é uma caçadora se posso dizer. Segundo a própria, ela não serve para namorar, é apenas beijou, transou e tchau, se você vir alguma garota chorando por ai, com certeza foi ela.

      Eu realmente admiro ela pela pessoa que ela é profissionalmente, ela é tudo que sempre quis e isso é ótimo, pois significa que ela luta pelo o que quer, mas no quesito relacionamento, ela é uma merda, por isso que eu não invisto, não tento ter algo, pois só vou sair com o coração quebrado. Eu to ficando realmente boa nisso de gostar de longe, sem me envolver, poupa o coração e o drama que provavelmente terá.




xoxo

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Querido Diário, eu acho?

              É, eu sei, sumi de novo. Mas eu tenho essa tendencia, não é que eu não me importe, ou porquê eu abandono,  longe disso, é só que as vezes eu tenho que me isolar do mundo para que eu não enlouqueça. Sempre vou precisar tirar um tempo pra mim, para me fortalecer, reabastecer minhas forças, para que eu enfim consiga enfrentar o mundo novamente.